top of page

FELICIDADE DESEJADA... QUANDO CHEGA?

Salmos 1

 

Introdução

Existe em Jerusalém uma grande e antiga porta chamada de "Porta Dourada".

Tem esse nome porque ela está tapada com o mesmo tipo de pedra, amarelada, que foi usada na construção dos muros da cidade. Então, a luz do sol bate nestas pedras e elas refletem um brilho dourado, daí, o nome Porta Dourada.

O Salmo 1 é a "Porta Dourada" do Livro de Salmos. Ele nos dá acesso à verdadeiros tesouros... tesouros preciosos, que enriquecem o nosso coração com princípios de Deus, que tornam a nossa vida abençoada.

Este Salmo nº 1, mostra quais são os dois caminhos que você pode tomar e o destino a que eles levam.

E é interessante que este Salmo começa com a mesma expressão com que Jesus começou o Sermão da Montanha... é a expressão: "bem-aventurado", que tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, significa felizes.

O Salmo 1 mostra como esse desejo por felicidade (que é um desejo que tanto Deus quer pra nós, quanto também, nós queremos)... este salmo mostra como que você pode encontrar a felicidade.

Então, se você vem como que cantarolando Lupicínio Rodrigues: “Felicidade foi se embora/E a saudade no meu peito ainda mora...”, preste atenção:

 

O salmo mostra o seguinte, primeiro:

A FELICIDADE CHEGA QUANDO EVITAMOS CERTAS COISAS

A felicidade chega se eu evito certas coisas.

Veja que curioso: a Bíblia não começa dizendo o que fazer, mas o que evitar.

A razão pra isso é que somos, naturalmente, inclinados para o mal... nós somos pecadores. Isto é, a nossa natureza carnal produz coisas más, coisas que não geram felicidade.

Sabe um terreno baldio, deixado assim, entregue à própria sorte? ...ele só produz espinho, mato... assim é o ser humano: o nosso coração, quando deixado por conta própria, só produz infelicidade.

Aí, o que é preciso fazer pra um terreno baldio ser transformado numa horta, ou num jardim? ...a terra precisa ser limpa!

Quer dizer, antes de semear, você tem que limpar a terra. Assim é com o coração: você tem que tirar dele os sentimentos ruins, os pensamentos daninhos, os hábitos destrutivos, antes que você possa cultivar a felicidade nele. Está entendendo?

Por isso, a Palavra de Deus está dizendo neste Salmo: só é bem-aventurado, só é feliz, aquele que, v.1: "...não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores" (ACF)).

Veja que existe uma progressão aqui. Primeiro, fala de “andar”... depois, de "se deter", e depois, de "se assentar".

Deus está falando de um envolvimento que é tanto gradativo quanto destrutivo.

Na vida, é lógico que nós vamos nos envolver com muitas coisas, e com muitas pessoas, mas a questão não é se envolver... a questão é com o que ou com quem nós vamos nos envolver.

Olha, há duas lições aqui, primeira:

Se você dá permissões gradativas pra certas coisas ou certas pessoas, elas te levarão a situações destrutivas.

Sabe, as pessoas não se afastam de Deus de repente, mas, aos poucos, quase sem perceber.

Vão permitindo uma coisinha aqui, outra ali... e o resultado dessas pequenas permissões é fatal, porque, por fim, a pessoa se torna alguém "como a palha que o vento leva" (NTLH).

Ouvi dizer que, (eu não fiz essa experiência), mas dizem que se a gente colocar um sapo numa panela com água quente, ele pula fora na hora, a fim de salvar a vida... mas se a gente colocar o bicho na água fria e formos aumentando a temperatura, aos poucos, ele acaba morrendo cozido.

Pois, o pecado tem esse efeito! A gente acha que não tem nada a ver, que é só uma bobagem... que ninguém vai morrer e coisa e tal... então, fica morninho e você vai permitindo.

Ah! não se engane com relação a isso. Pra você alcançar a felicidade, felicidade mesmo, de verdade, não permita nada mal, por pequeno que seja.

Poderia dar tantos exemplos, mas basta o seguinte: um grande avião, desses com a tecnologia mais avançada, pode cair por causa de um pequeno detalhe. Fique esperto!

 

...a outra lição:

As companhias que você escolhe determinam o destino que você vai ter.

Olha, andar com pessoas que não respeitam a Palavra de Deus, vai fazer com que você se torne como elas. Tem um ditado assim: “Passarinho que anda com morcego, dorme de cabeça pra baixo”.

É lógico que você não vai ignorar as pessoas; claro que não! Você nem deve fazer isso, até porque, a sua missão é ganhar as pessoas para Jesus... mas o que você não pode é imitar o estilo de vida delas.

Porque pessoas que não respeitam a Deus, falam palavrões, gritam com o marido, berram com os filhos, batem na mulher, usam mentiras, se entregam aos prazeres da carne... A Bíblia diz que “As más companhias estragam os bons costumes” (1Co 15.33 – NTLH).

Talvez você já tenha passado pela experiência de ser levado, assim, pela força de todo mundo, numa direção que não era a que você tinha em mente. Tipo: você não queria um drinque, mas a turma fez pressão e você cedeu.

Não deixe que isso aconteça com a sua vida espiritual! Lembre que a Palavra de Deus ensina isto: se você quer ir no caminho da felicidade, então você precisa escolher bem os seus companheiros de viagem!

 

O salmo mostra ainda o seguinte, que:

A FELICIDADE CHEGA QUANDO BUSCAMOS CERTAS COISAS

Ao invés de “aparecer no Bar do Pecado” (AM), andar rumo ao “Beco Sem Saída” (AM) e frequentar a “Escola dos Desbocados” (AM), você deve buscar os princípios da Palavra de Deus.

É simples isso: quer se aquecer? ...fique perto do fogo... quer se molhar? ...entre na água... quer felicidade? ...aproxime-se de Deus!

O Salmo diz no v.2: "...o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite" (ACF).

Em vez de você se envolver com coisas e com pessoas erradas, envolva-se com as coisas de Deus... busque um discipulador – alguém que transfira palavras de Deus, princípios de Deus, para a sua vida!

Sabe, quem tem um discipulador não se queixa de solidão... não se queixa de andar sozinho.

Então, você consegue a felicidade de dois modos: evitando o envolvimento com pessoas e com coisas erradas... e, entrando no processo de discipulado, isto é, tendo a companhia de alguém que fale de Bíblia, de Palavras de Deus pra você.

Ter um discipulador, ou uma discipuladora, é estar em ótima companhia, pode ter certeza disso!

Agora, cabe aqui, uma observação: é bom ter alguém que fale Palavras de Deus para nós, mas Deus quer que você O conheça pessoalmente, e que conheça, também, a Palavra dEle em profundidade. Aliás, este é o propósito do discipulado: sermos incentivados a conhecer mais a Deus.

Por isso, diz este Salmo, pra você não apenas ler a Bíblia, mas meditar nela. Isso significa que você precisa se debruçar sobre a Bíblia como alguém que busca por tesouros... porque uma simples passada de olho, não é suficiente.

Tem pessoas que leem a Bíblia com pressa... engolem um capítulo inteiro, sem mastigar os versículos, e depois falam: “Tô lendo, lendo, lendo, não entendo nada”.

Claro, você tem que meditar! Meditar é como comer uma coxa de frango e sugar até o osso!

Irmão, a Bíblia é tipo um mapa – guie-se por ela e ela te conduzirá à felicidade. Leia e medite sobre aquilo que leu. O Espírito Santo vai te ajudar... o discipulador também vai te ajudar e seja feliz! Aleluia!

 

...e tem o Salmo 1 mostra mais, que:

A FELICIDADE CHEGA QUANDO ESPERAMOS CERTAS COISAS

O Salmo diz que aquele que busca fazer a vontade de Deus é, v.3: "como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará" (ACF).

Uma árvore plantada às margens de um rio é resistente à seca. Pois, da mesma forma, quando nossas raízes estão firmemente estabelecidas na presença de Deus, podemos ter certeza: vamos prosperar em tudo aquilo que fizermos.

Mas, ainda que uma árvore bem regada tenha a capacidade de resistir às secas, ela precisa esperar pela época certa para dar o seu fruto.

Na vida espiritual, existem duas estações: a das folhas e a dos frutos. Pois, pessoa feliz é aquela cujas folhas nunca caem, e que, na estação própria, não deixa de dar os seus frutos.

Tem vezes que a gente está na estação das folhas... é quando nada de especial parece estar acontecendo... é só folhas. Mas, aí, porque você está plantado em Deus, você não fica mal humorado, depressivo, desanimado, não fica porque a água viva que brota da presença de Deus, refrigera a sua alma, o seu espírito... então você é sempre animado, positivo, como canta o “irmão Lázaro”, pode estar passando pela prova, mas dando glória a Deus.

Aí, um belo dia, os resultados aparecem, surgem os frutos! Tem que ter o tempo de folhas para chegar o tempo de frutos.

A Bíblia conta a história de José. Depois que ele foi vendido como escravo por seus irmãos e acusado de assédio sexual, injustamente, pela mulher de Potifar, José passou três anos na cadeia.

Aparentemente, não havia nada especial acontecendo... nenhum fruto parecia surgir. Mas Deus estava cuidando de José. Deus não permitiu que as folhas murchassem. Chegou a hora em que José foi tirado da prisão e colocado na posição de governador do Egito!

E José, não só foi abençoado, como também abençoou a muitos. Ora, foi da descendência dele, que Deus concretizou o Seu plano de trazer um Salvador ao mundo.

Como foi frutífera a existência de José! Mas não esqueça: os frutos que José colheu em sua vida, foram gerados no tempo em que haviam só folhas.

 

Conclusão

Talvez você esteja passando por isso... vivendo os seus dias de folhas, dias em que nada especial acontece, nenhuma bênção, nenhuma graça... Mas, espere... não desanime! Deus não esqueceu de você.

O Salmo 1 diz que o fruto se dá "no tempo certo" (NTLH). Deus sabe que tempo é esse. Confie, e você vai ver, sim, você vai ver os frutos na estação própria.

A porta da felicidade está aberta à sua frente... mas você deve escolher: você vai evitar as coisas e companhias erradas? ...você vai buscar por um discipulador, por alguém que fale palavras de Deus pra você? ...você vai esperar o tempo de Deus, o tempo designado para os frutos?

Tome, agora, a sua decisão. Dê o seu passo de fé. Deixe o erro e firme seus pés na presença de Deus.

É nesse caminho, que Deus lhe dará muitas bênçãos. É nesse caminho que está a sua felicidade. Então, tome a sua decisão. E não olhe para trás!

 

Pr Walter Pacheco da Silveira, 17/06/2012

Fonte de dados: “Salmos Vivos”, Marcelo Aguiar.

bottom of page